Campanha de vacinação em cães e gatos contra a raiva será realizado em Antonio Olinto

A secretaria de saúde em parceria com a vigilância sanitária, irá realizar a vacinação anti-rábica para animais domésticos (cães e gatos), nos dias 17 e 18 de dezembro de 2018, conforme segue cronograma abaixo. Lembrando que serão vacinados animais a partir dos 4 meses de vida, sendo necessário a apresentação da carteirinha de vacinação do animal, e a vacinação será gratuita.

Das doenças contraídas pelos animais de estimação, a raiva é uma das mais conhecidas e temidas. Atualmente está quase extinta graças aos programas de vacinação, mas não podemos deixar a preocupação de lado, principalmente porque a raiva em animais é uma zoonose. Ou seja, ela está na categoria de enfermidades que podem ser transmitidas para os seres humanos.
A raiva é um vírus altamente contagioso. Apesar de muitos acharem que a raiva é transmitida apenas pelos cães, os principais transmissores são os animais silvestres, como morcegos, gambás e macacos, que contaminam cachorros, gatos e humanos de forma acidental através de um ferimento, geralmente mordeduras de bichos raivosos, ou pelas membranas e mucosas (troca de secreções).
Os sintomas que aparecem primeiro são as mudanças comportamentais do animal. De uma hora para a outra, o animal que era tranquilo, feliz e brincalhão se torna agressivo, quieto, cansado e arisco. Após o período de incubação (momento de propagação do vírus através dos nervos periféricos), que varia de 3 a 6 semanas, começam as fases da raiva . O primeiro sintoma é dores de cabeça, mudanças de comportamento, febre, mal-estar e vômitos. Pode ocorrer também coceira, dor e dormência no local da mordida ou arranhadura. Esse período costuma durar apenas de 1 a 3 dias.

Ainda não se conhece um tratamento para a raiva, por isso a melhor forma de prevenção é através de vacinas. “A vacinação deve ocorrer de acordo com as recomendações da legislação local, porém todos os cães e gatos com probabilidade de exposição a animais selvagens ou outros animais devem ser vacinados após 12 semanas de vida e a cada um ano revacina-los como reforço”.
Apesar de quase não haver casos de raiva registrado no país, é fundamental vacinar corretamente seu bichinho de estimação. Só assim o vírus consegue ser erradicado e quem sabe, futuramente, deixar de ser um problema para os animais e humanos.

Não deixe seu melhor amigo morrer de raiva, a raiva é coisa séria, vacine para prevenir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *